participantresIniciado há um ano, o projeto Comunidade Restaurativa, desenvolvido junto aos moradores da Comunidade do Ambrósio, bairro da Área Portuária em Santana, iniciou uma nova fase na última terça-feira (6), com o lançamento do curso de Biobijuterias e a inauguração da sala “Ubuntu”, dentro da Escola Estadual Afonso Arinos, localizada na Área Portuária do município. A iniciativa é coordenada pelo Ministério Público do Amapá (MP-AP) e Tribunal de Justiça do Estado (TJAP), através do Juizado Criminal e do Centro Judicial de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc).

O nome escolhido para a sala, Ubuntu, é uma palavra de origem africana, com múltiplos significados e que, na essência, quer dizer “eu sou porque nósprojeto bijuterias somos”, reforçando os princípios desenvolvidos pelo Núcleo de Práticas Restaurativas de Santana, coordenado pela Promotora de Justiça Silvia Canela.

bijuterias 2A ideia do projeto é estimular a utilização da Justiça Restaurativa e o desenvolvimento organizacional e social da Comunidade do Ambrósio, através da disseminação e concepção de valores que incentivem uma cultura de paz, respeito e tolerância.

Além disso, a atuação sistemática do Núcleo oportuniza o diálogo entre a comunidade e o poder público, visando formular estratégias de ação frente aos problemas diagnosticados no contato com os moradores, buscando os caminhos para o empoderamento e a transformação social da comunidade.

 

Ação participativa

bijuteriasA sala Ubuntu também é resultado da ação coletiva de todos os envolvidos no projeto, que realizaram um bazar solidário e conseguiram arrecadar cerca de R$ 10 mil (dez mil reais), utilizados para transformar um antigo depósito da escola em uma sala de aula bem estruturada e equipada para a realização dos cursos.

São parceiros do projeto, também, a Secretaria de Estado da Educação (SEED), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e a empresa AMCEL, que forneceu todo o material necessário para o curso. A capacitação será ministrada pelo Centro Integrado de Formação Profissional em Pesca e Aquicultura.

“Tenho certeza que aqui vamos fazer coisas maravilhosas. Agradeço aos parceiros que acreditaram nesse sonho e no desejo de transformar as nossaspromotora Silvia bijuterias vidas. Muito obrigada especialmente a todos da comunidade por estarem aqui. Com o tempo, vocês vão perceber o poder que existe dentro de cada um. Esse é só o início do trabalho. Teremos muitas oportunidades pela frente. Além da capacitação, queremos estimular cada vez mais a utilização dos juíza Carline Negreiroscírculos de diálogo em nossas relações, pois nos ajuda a resgatar o que há de melhor em nós”, disse a Promotora Silvia Canela. 

A juíza Carline Negreiros, titular do Juizado Cível e Criminal de Santana, também destacou a importância dessa nova fase. “Uma das grandes dificuldades que enfrentamos no início do projeto era a falta de um espaço físico e com o dinheiro arrecadado conseguimos montar essa sala, o que vai viabilizar outras atividades. A Justiça não é só punir. Nossa principal função é a pacificação social e iniciativas como essa representam justamente a possibilidade de contribuir para melhorar a qualidade de vida da população. Estou muito feliz com o resultado”.

Capacitação com uso sustentável dos recursos naturais

banner do projetoO curso tem como objetivo formar mão de obra especializada para prestação de serviços e difusão de técnicas e tecnologias voltadas para a geração de oportunidades profissionaisEveraldo Matos autônomas, a partir da confecção de biobijuterias, através de resíduos de peixes (escamas, placa óssea e couro), numa proposta de uso ambiental consciente, devendo contribuir para o aumento da renda e melhoria da qualidade de vida dos participantes.

“Temos um potencial tão grande no nosso Estado e muita coisa sendo jogada fora. Começamos a estudar e o resultado está aí com as biobijuterias. O destino nos reservou este momento e estou muito feliz em poder contribuir. Abracem esse curso de coração”, desejou o diretor do Centro Integrado de Formação Profissional em Pesca e Aquicultura, Everaldo Matos.

 

Oportunidade de geração de emprego e renda

Iranei Lopes palestrante sebraeApós o lançamento do curso, o especialista do SEBRAE, Iranei Lopes, proferiu a palestra “Seja em empreendedor de sucesso”, que abordou temas do empreendedorismo, noções básicas de como iniciar um negócio e as diversas formas de comercialização. “Importante é aproveitar as oportunidades e ter iniciativa. Existe um líder dentro de todos nós, só precisamos despertá-lo”, frisou.

Para incentivar ainda mais, Iranei acrescentou a importância do público feminino para o mercado local. “Atualmente 60% das empresas abertas no Amapá são comandadas por mulheres”.

Estavam presentes também, a profissional de Relações Públicas da AMCEL, Eloisa Melen; o diretor da Escola Estadual Afonso Arinos, Tenente da Polícia Militar Leandro Cruz; servidores e voluntários do Núcleo de Práticas Restaurativas, servidores do TJAP, corpo docente da Escola de Pesca e lideranças comunitárias.

 

SERVIÇO:

Ana Girlene

Assessoria de Comunicação do MP-AP

 

 

Diário Eletrônico

Edição Data Visualizar
201/2018 14/11/2018
200/2018 13/11/2018
199/2018 12/11/2018
198/2018 09/11/2018
197/2018 08/11/2018
196/2018 07/11/2018
195/2018 06/11/2018
194/2018 05/11/2018
193/2018 31/10/2018
192/2018 30/10/2018
191/2018 29/10/2018

SOS Mulher

Decisões dos Órgãos Colegiados
Res. 173-CNMP

Processos Distribuídos
Res. 110/2014

Sistema Cuidar

Plantões

Espelho do MPAP