Escola Verde1O resultado do apoio da Promotoria de Defesa do Meio Ambiente, Conflitos Agrários, Habitação e Urbanismo (Prodemac) e Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente (Caop/AMB) para projetos ambientais pode ser visto em iniciativas como o projeto Escola Verde: Horta Escola e Empreendedorismo, executado pela Unidade de Educação Ambiental (UEA) da Secretaria de Educação do Estado (Seed). Em fevereiro, a Promotoria repassou material para a Seed, os que foram entregues para as escolas que aderiram ao projeto e, nesta semana, técnicos da Assessoria Técnica da Prodemac atenderam ao convite e visitaram escolas beneficiadas.


Na escola Azevedo Costa, a horta é antiga, mas precisava de investimentos para produzir o que é colhido; e na escola José de Alencar, a horta iniciou antes do projeto, por iniciativa de professores e alunos, em busca de uma alternativa para melhorar a alimentação servida. A horta é dentro de um antigo depósito que estava abandonado, e foi adaptado para receber as sementes. “Com a horta, melhoramos os nutrientes com os produtos produzidos pelos próprios alunos, que ainda aprendem sobre empreendedorismo e meio ambiente. Hoje o que é produzido complementa a merenda nos três turnos”, disse a professora e nutricionista Nelma Aood, da escola José de Alencar.

 

Marcelina Neta, chefe da UEA, explica que o apoio de parceiros é fundamental para a viabilidade do projeto, que está crescendo graças ao engajamento de instituições como o Ministério Público do Amapá (MP-AP) através da Prodemac. “Cada horta tem um custo, e precisa ser mantida. Toda ajuda é importante, desde carrinhos de mão até sementes, adubo e assessoria técnica, o trabalho é realizado por professores e alunos, que estão muito envolvidos com o projeto”.Escola Verde

 

No segundo semestre de 2017 a Seed procurou a Prodemac e Caop Ambiental e apresentou o projeto para atender 10 escolas, com investimento de R$ 2 mil por educandário. Por estar afinado com os objetivos da instituição de incentivar ações e projetos da área ambiental, a proposta foi aprovada e a demanda atendida através da conversão de Termos de Ajustamento de Conduta Ambiental (TAC), em material para dar suporte para o projeto.

 

Atualmente mais de 20 escolas fazem parte do Escola Verde, e em fevereiro o MP-AP fez doação de carinhos de mão, adubo, sementes, enxadas, mangueiras para água, ancinhos, encanação, dragas e outros materiais necessários para a execução do projeto. “Este é um projeto que além de produzir alimentos saudáveis que são utilizados na merenda escolar e pela comunidade, aproxima adolescentes e jovens da escola e provoca a conscientização ambiental e o gosto pelo empreendedorismo comunitário. Estamos felizes em ver que ele está em execução dentro dos objetivos iniciais”, declarou o promotor substituto de Meio Ambiente, Saullo Andrade.

 

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Mariléia Maciel
Prodemac/Caop Ambiental
Contato:
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Diário Eletrônico

Edição Data Visualizar
126/2018 20/07/2018
125/2018 19/07/2018
124/2018 18/07/2018
123/2018 17/07/2018
122/2018 16/07/2018
121/2018 13/07/2018
120/2018 12/07/2018
119/2018 11/07/2018
118/2018 10/07/2018
117/2018 09/07/2018
116/2018 06/07/2018

Operação Eclésia

Processos Distribuídos
Res. 110/2014

Sistema Cuidar

Ouvidoria

Plantões

Espelho do MPAP